Com pouco mais de 50 anos de história, a Teletica (Televisora de Costa Rica SA) é a maior rede de televisão da Costa Rica e está localizada na capital San José. A sua programação inclui telejornais, jornadas esportivas, séries, dramaturgia e programas estrangeiros produzidos inclusive no Brasil. Desde 2018, a emissora utiliza a módulo para produção de Closed Caption automático JOSIE, que funciona através do reconhecimento de voz e suporta idiomas como o português e o espanhol, tornando a programação acessível para a população com deficiência auditiva.

Após o sucesso na implantação da acessibilidade, a Teletica também passou a utilizar neste ano o ShowCase AIP, uma tecnologia desenvolvida para links de transmissão por IP em redes de frequência única (SFNs), o que trouxe maior eficiência às suas operações.

O ShowCase AIP faz a integração inteligente das redes de distribuição e contribuição, com transmissões unicast e multicast, utilizando um módulo para conversão bidirecional entre sinais DVB-ASI e IP. As suas aplicações incluem a conexão entre Headends, envios de sinal para afiliadas e estações repetidoras, comunicação entre emissoras, Up Links e até Links Digitais para contribuição a partir de pontos remotos.

SHOWCASE AIP

Graças à capacidade de encapsulamento ASI-IP, o ShowCase AIP ainda permite outras possibilidades de conexão em infraestruturas broadcast e broadband para distribuição de conteúdos e comunicação, conforme a demanda.

Com a proposta de simplificar as operações, esta solução tem administração remota através de uma Interface Gráfica Web (HTTP), exigindo um mínimo de intervenções. Os acessos também são facilitados por um conjunto de portas com entradas e saídas DVB-ASI (BNC, 75 ohms) e Ethernet Gigabit (RJ-45, 10/100/1G), bem como duas portas USB. Sua economia de espaço e consumo também chamam a atenção. O rack ocupa 1 RU de apenas 4,6 quilos, incluindo a fonte de 200W de baixo ruído com conexão para energia 100-240 V.

 

Testes no Chile

Com 60 anos recém-completados, o Canal 13 do Chile é pioneiro nas transmissões em cores e foi o primeiro do país a digitalizar o jornalismo e a utilização a produção em alta definição. Neste momento, a emissora se prepara para as transmissões digitais e iniciou os testes com o remultiplexador ShowCase IFN100, que integra ao sinal digital todas as configurações e funções previstas pelo padrão ISDB-Tb, usando apenas uma única unidade de rack. Também foi integrada ao IFN100 a plataforma JOSIE, para geração em tempo real de legendas ocultas.

Com estas soluções trabalhando em conjunto, a emissora utilizará um espaço físico muito reduzido, com baixíssimo consumo energético e configuração totalmente remota para levar aos transmissores um sinal íntegro, cumprindo as exigências e recomendações do padrão ISDB-Tb. Da mesma forma, os telespectadores terão a garantia de receber um sinal 100% compatível com os seus televisores.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You May Also Like

Comets fortalece a proteção da sua plataforma de distribuição e gestão de OTT

A empresa promoveu o fortalecimento dos recursos de proteção de conteúdo e…

Nuvem híbrida pode evitar despesas

O recém anunciado NetApp Advance promete aperfeiçoar o ciclo de vida do…

Panasonic do Brasil assume a distribuição de câmeras profissionais da marca para América Latina

A partir de abril de 2022, a comercialização da Panasonic Business, no…

RIC e Foccus usam multiprogramação para videoaulas

Em razão da pandemia do COVID-19, as emissoras de televisão comerciais e…