Estudo de caso

TV Centro América e TV Morena renovam redes de distribuição e contribuição

TV Centro América e TV Morena renovam redes de distribuição e contribuição

Grandes áreas alagadas, incêndios florestais e temperaturas superiores a 40°C são alguns dos desafios enfrentados pelas equipes técnicas das TVs Centro América e Morena, afiliadas à Rede Globo em Mato Grosso e Mato Grosso do Sul.

Em 2022, o alto custo dos serviços contratados para conectar quatro geradoras em Mato Grosso e três em Mato Grosso do Sul, a obsolescência dos equipamentos e os preparativos para a chegada da TV 3.0, apontaram para a renovação das infraestruturas de distribuição da programação e contribuição jornalística. A Avicom Engenharia foi selecionada para fornecer uma solução completa, baseada no transporte de vídeo sobre IP/SRT e BTS por meio de uma rede redundante de internet pública.

 

A proposta da Avicom é agnóstica e foi validada com ótimo desempenho. É um projeto que inova por adotar a interligação em SRT (Secure Reliable Transport) dos sinais de programação e contribuição de jornalismo. Além disso, estamos prontos para utilizar sinais em 4K, atendendo às demandas da TV 3.0”, destaca Luis Botelho, Diretor de Engenharia e Tecnologia na Rede Matogrossense de Televisão, responsável pela TV Centro América e pela TV Morena.A solução anterior (com conexões IP dedicadas) chegava a custar R$ 10 mil por mês, por porta. Hoje temos internet com bandas muito maiores, a um custo muito mais interessante. Tudo isso pesou ao fazermos o estudo de viabilidade econômica”.

A solução que implantamos na TV Centro America ainda permite muita expansão de funcionalidades. Por enquanto, estamos trabalhando com BTS e SDI-HD, mas o sistema poderá integrar a emissora e as suas afiliadas com internet pública em aplicações adicionais, incluindo a solução para ¨splicing¨ de regionalização comercial, transcodificação de sinais e integração com IP 2110, entre outras”, afirma Jaime Fernando Ferreira, Diretor Geral da Avicom Engenharia. “As tecnologias fornecidas por nossas representadas Bridge Technologies e MediaKind, aliadas ao nosso suporte técnico local, irão assegurar fluxos de distribuição e contribuição de alta qualidade e latência mínima pelos próximos anos”.

Internet pública na distribuição de TV

Nas emissoras da TV Centro América em Cuiabá, Sinop e Rondonópolis, além dos canais da TV Morena em Campo Grande e Ponta Porã, os sinais de back-up das programações deixaram de ser distribuídos por satélite, após a migração. Agora, os fluxos BTS (Broadcast Transport Stream) são enviados por conexão de rede IP para os transmissores, usando IP/SRT.

Em Tangará da Serra (MT) e Corumbá (MS), o sinal principal e a redundância usam apenas as conexões IP/SRT para entregar a programação aos transmissores.

A Avicom contemplou não apenas a rede de distribuição, como também o chaveamento remoto dos transmissores, para o caso de algum problema, o que aumentou a confiabilidade”, explica Luis Botelho. “O sistema foi o que melhor atendeu às premissas de robustez em relação às intempéries e temperaturas médias muito altas da nossa região”.

A comutação automática entre os sinais principal e backup é feita pelos probes VB243, da Bridge Technologies, garantindo a continuidade das transmissões. Este switch inteligente utiliza a tecnologia ETR290 para verificar a conformidade de parâmetros como tabelas PSI/SI, taxa de bits e serviços agregados para aplicar os chaveamentos.

Todas as praças contam com os probes da Bridge Technologies combinados em apenas um gateway, para monitorar, controlar e chavear remotamente os fluxos IP e BTS”, afirma Jaime Ferreira. “A tecnologia oferecida por eles deu segurança para reduzir a dependência dos serviços de satélite na distribuição da programação, com uma consequente economia de recursos”.

A integração das probes com a solução robusta de Gateways IP da MediaKind permitiram uma solução completa, com transmissão de vídeo e BTS em baixíssima latência utilizando redes de internet na contribuição e distribuição de sinais. Foram utilizados o processador MK RX1 e o encoder MK CE1, soluções empregadas em diversos projetos de âmbito nacional e com o melhor custo benefício do mercado para este tipo de aplicação.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *