Nos próximos dias, as emissoras de televisão brasileiras poderão começar a gerar programações simultâneas, com a finalidade de intensificar o combate ao novo coronavírus, além de facilitar a educação à distância para estudantes de todo o país, além de outras possibilidades.

A autorização para realizar a multiprogramação foi dada pelo Decreto Nº 10.312, de 4 de abril, assinado pelo presidente Jair Bolsonaro e o ministro Marcos César Pontes. Ele permite parcerias com a União, Estados, Distrito Federal e Municípios para liberar este recurso nas transmissões digitais. Poderão ser criadas até três “faixas de programação”, além da principal.

Para dar suporte à distribuição das novas programações, a SHOWCASE já dispõe de um serviço de playout baseado na nuvem, capaz de entregar até quatro fluxos simultâneos para multiplexação em um único canal de televisão.

A gestão das playlists de exibição e dos processos de transferência e conversão é feita integralmente via web, e todos os recursos de acessibilidade dos programas, como Closed Caption, são preservados ao longo da cadeia de transmissão.

Outro componente-chave na distribuição destas programações simultâneas será o Comutador Digital de Programação SHOWCASE SPLICER, que simplifica o controle dos conteúdos exibidos em diferentes pontos da rede, através do chaveamento remoto. Com ele será possível selecionar diferentes fontes de sinal em retransmissoras e repetidoras com um mínimo de intervenção humana.

“O distanciamento social provocado pelo COVID-19 colocou a educação à distância para grandes populações como um desafio imediato para a sociedade”, destaca Marco Antonio Melo, Diretor da SHOWCASE. “Neste momento, as emissoras de televisão têm a missão essencial de apoiar a geração de conteúdos que permitam aos estudantes acompanhar os estudos longe das escolas, além de informar sobre o combate à pandemia. Novamente, a SHOWCASE estará ao lado dos radiodifusores, fornecendo a tecnologia necessária para alcançarem os pontos mais remotos do país com a melhor qualidade”.

A multiprogramação é um recurso técnico da televisão digital terrestre, disponível há mais de 10 anos, mas o seu uso só era permitido para as emissoras públicas. O novo decreto abre caminho para levar mais informação e conteúdos educativos a um público ainda maior.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You May Also Like

Conheça o Showroom Virtual da Genelec

Para complementar a sua rede de Centros de Experiência físicos, a Genelec…

Italiana RAI lança 8K em 2020

A operadora pública de televisão iniciará as suas transmissões via satélite em…

SET EXPO: A próxima geração da televisão

Há pouco tempo o maior foco na discussão sobre a TV digital…

Contribuição e distribuição de mídia pela internet atingem novo patamar

O IP abriu as portas para a criação e o consumo de…