Após ‘Os Dez Mandamentos’, cinema nacional tem queda de 43% em 2017

A audiência dos filmes brasileiros nas salas de cinema recuou de 30,4 para 17,3 milhões de espectadores entre 2016 e 2017, conforme dados publicados pela Agência Nacional do Cinema. O movimento puxou a renda para baixo, de R$ 362,8 para R$ 240,7 milhões.

 

Com a retração, outros indicadores foram afetados. A participação dos filmes nacionais na renda total, por exemplo, decresceu de 14% para 8,9%, enquanto a participação no volume total de ingressos passou de 16,5% para 9,6%, a pior marca desde 2009.

 

Apesar da queda considerável em termos percentuais, é preciso destacar que o volume absoluto de ingressos vendidos é similar aos anos de 2009, 2011, 2012 e 2014, estando dentro de um movimento oscilatório com picos de alta em 2010, 2013 e 2016.

 

Em 2016 também houve um fator elevou brutalmente a venda de ingressos: O lançamento do filme Os Dez Mandamentos, que atraiu 11,3 milhões de espectadores e se tornou a maior bilheteria nacional de todos os tempos.

 

A queda em 2017 ainda contrasta com o aumento de 12,7% nos lançamentos nacionais. No ano passado o Brasil lançou 160 filmes, a maior marca da série histórica (2009-2017).

 

Valores globais

Em 2017 foram vendidos R$ 2,7 bilhões em ingressos no Brasil, contra R$ 2,6 bilhões em 2016. Um pequeno crescimento real em relação aos anos anteriores. Já o público total foi de 181,2 milhões de espectadores, três milhões a menos que o ano anterior. Segundo a Ancine, “este recuo de 1,7% foi influenciado pelo desempenho dos filmes nacionais”.

 

Os filmes estrangeiros por sua vez registraram crescimento na participação da renda, de 86,0% para 91,1%, e na participação do público global, de 83,5% para 90,4% . Por outro lado houve queda de -4,1% nos títulos lançados em 2017, de 316 para 303.

 

Para ter acesso ao Informe final de distribuição em salas de cinema de 2017 basta clicar aqui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *